Mulheres que correm com os lobos

Este livro me acompanha desde 1995. Foi um dos livros em que minha monografia de conclusão de curso foi baseada. Com o título de: “Mulher, em busca de sua natureza mais íntima”.

É visto que a mulher, na grande maioria das vezes, está afastada, por diversos motivos, de sua natureza. E, com isso, ela de distância de sua feminilidade, deixando de usufruir de inúmeras potencialidades e possibilidades que, estando conectada a essa natureza mais íntima, poderia desfrutar.

Aparecem sintomas, com grande frequência, entre as mulheres, tais como: falta de criatividade, medo, fadiga, sensação de vazio e depressão. Nesse livro, a autora faz uma analogia entre lobos saudáveis e mulheres saudáveis. Onde diz que possuem certas características psíquicas em comum tais como: percepção aguçada, espírito brincalhão, profundamente intuitivos e dotados de grande força e resistência.

Destaca-se também grande preocupação com seus filhotes e seu parceiro. Possuem uma determinação feroz e extrema coragem.

Entretanto, essas duas espécies foram perseguidas e falsamente denominadas como trapaceiras e vorazes, excessivamente agressivas. A atividade predatória contra os lobos e contra as mulheres por parte daqueles que não os compreendem é de uma semelhança surpreendente.

No livro, a autora, através da interpretação de lendas e histórias antigas nos ajuda a entender, conhecendo todo esse processo interno e externo, que nos deparamos a cada dia.

Cada mulher descobre seu próprio meio de aproximação em sua natureza feminina.
É só começas a despertar essa feminilidade e a cada dia vai descobrindo lindas conexões, através de pessoas, lugares, vivências que a vida vai nos apresentando.

Vamos deixar aflorar nossa verdadeira essência?


“Se você tem uma cicatriz profunda, ela é uma porta; se você tem uma história muito antiga, ela é uma porta. Se você gosta do céu e da água tanto que mal consegue aguentar, isso é uma porta. Se você anseia por uma vida mais profunda, mais plena, por uma vida sã, isso é uma porta.” (Estés, 1992: 37)

– Patrícia Brion

Capa Nova
O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é 9ff6e0c8-8305-4754-b1e2-50ec5bb5fc1d-710x1024.jpg
Capa Antiga

Compartilhe esse Conteúdo

Share on facebook
Share on linkedin
Share on email

Você também Pode Se Interessar

Livros

Mulheres que correm com os lobos

Este livro me acompanha desde 1995. Foi um dos livros em que minha monografia de conclusão de curso foi baseada. Com o título de: “Mulher,

Dicas

Culinária

Cozinhar pra mim é uma das formas de expressar minha criatividade, alegria e leveza. Faço tudo com muito amor e prazer. Me permito brincar com